Cultura alimentar e desenvolvimento local

 
IMG_30733.jpg
 
P.jpg
D.jpg

Comunidades

O Projeto Evoé pode se extender nas comunidades por onde passa, utilizando o conceito de cultura alimentar para desenvolver o turismo cultural através da comida e dos modos de cultivo e preparo, empoderando as comunidades com a geração de renda e fortalecimento desse patrimônio cultural. Na pequena vila de Mugurameno, interior da Zâmbia, foram realizadas palestras com os moradores, afim de explicar o conceito do projeto e como ele poderia ser empregado para a geração de renda. A tribo dos Goba, uma das 73 tribos do país, tem seu território muito próximo a hotéis e áreas de safári turístico, porém até então não tinham nada a oferecer. Receberam a ideia com interesse e passaram a receber turistas de diversos países, compartilhando suas práticas diárias tradicionais da colheita do milho e feitio da farinha que dá origem ao preparo da sadza, comida típica da região. Em relatos, os moradores revelaram que não enxergavam a comida como parte de sua cultura, e que isso os levou a valorizar mais sua identidade cultural e conhecer outras culturas através das visitas dos turistas. Contamos com uma equipe especializada em produção de material audiovisual, tanto de fotografia como de vídeos para a divulgação, como exemplo o vídeo abaixo. A equipe do Projeto Evoé está aberta a convites para desenvolvimento e aplicação de novas palestras em comunidades pelo Brasil e outros países.